segunda-feira, 23 de julho de 2012

Não quero mais continuar o tratamento

Muitas vezes chega um paciente em meu consultório e diz a frase: "Não quero mais continuar o tratamento no meu dentista, porque eu faltei 3 meses e ele quer que eu pague os três meses que eu não fui.  A  Drª continua o tratamento para mim? Tenho que fazer outras radiografias?".


----------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATENÇÃO:  ESSA POSTAGEM JÁ ATINGIU O NÚMERO MÁXIMO DE COMENTÁRIOS SUPORTADOS . CASO QUEIRA COMENTAR FAÇA EM OUTRA POSTAGEM, COM MENOR NÚMERO DE COMENTÁRIOS.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------


Em primeiro lugar, o paciente quer saber se o dentista pode cobrar os  meses de tratamento que ele não compareceu. Pode isso?

Pode, se no início do tratamento foi assinado um contrato e se nesse contrato está CLARAMENTE EXPLÍCITO  que o paciente deverá pagar por todos os meses de tratamento, tenha ele comparecido ou não. É importante ficar atento se foi assinado um contrato. Se foi, o dentista não está te enganando, está tudo sendo feito às claras. Se não foi assinado contrato algum ou se no contrato assinado não está escrito nada sobre isso, então não pode.



O paciente pode interromper o tratamento em um dentista e continuar em outro, com o mesmo aparelho fixo?
O paciente pode interromper o tratamento a hora que ele quiser, estando atento ao contrato assinado. Há vários motivos para se interromper um tratamento: mudança de cidade, problemas financeiros, descontentamento com o profissional, com os resultados...  Se pode continuar com o mesmo aparelho fixo em outro profissional? Aí depende... Depende da técnica usada pelo outro profissional, do planejamento que o outro dentista irá fazer... O ideal é tirar tudo e fazer nova documentação. E colocar outro aparelho com o outro profissional.

http://www.iro.com.br/exames-oferecidos/documentacao-ortodontica.php

O outro dentista tem obrigação de devolver a documentação, caso  o paciente desista do tratamento?
Alguns dentistas não gostam de ouvir isso, mas eles têm obrigação de devolver a documentação para o paciente. De acordo com o código de ética odontológica, são deveres fundamentais dos profissionais:

1. Elaborar e manter atualizados os prontuários de pacientes, conservando-os em arquivo próprio;

2. Garantir ao paciente ou seu responsável legal, acesso ao seu prontuário, sempre que for expressamente solicitado, podendo conceder cópia do documento, mediante a recibo de entrega;

Sendo assim, fica claro que o dono (posse) da documentação é o paciente (já que ele pode ter acesso a hora que quiser), mas a obrigação de guardar  a documentação cabe ao dentista.
Ou seja, a documentação ortodônica deve ser devolvida ao paciente ( no caso se pedir), sendo que foi ele quem pagou por ela, mediante um recibo assinado de que ele  (o paciente) está levando a sua documentação.

Importante lembrar que um profissional que inicia ou REinicia um tratamento precisa sempre de radiografias recentes e modelos recentes. Ou seja, ele precisa da condição ATUAL  da boca do paciente. Nem sempre radiografias antigas são suficientes. Mesmo tendo acessoa à documentação antiga, o ideal é fazer UMA NOVA DOCUMENTAÇÃO. Muitas vezes nem compensa ficar brigando por dados antigos. 

Lembrando sempre que o melhor é sempre  conversar com o dentista. Desistir o tratamento deve ser a última opção.